top of page
  • Marcos Rodrigues

Cidades Sustentáveis

Atualizado: 25 de mai. de 2021


Muitas vezes, ao falar sobre sustentabilidade, vem a nossa mente questões voltadas apenas ao meio ambiente, o que não é bem assim. Além da parte ambiental, há as questões sociais, econômicas e culturais e até mesmo de tecnologia. A palavra sustentável vem do latim, e refere-se à habilidade de sustentar algo.


Na etimologia da palavra, sustentabilidade tem sua origem do latim, e pode ser entendida como a junção entre "sustentar" e "habilidade", ou seja, ser sustentável é ter a habilidade de sustentar algo.

Apenas uma curiosidade antes de entrar no tema "cidades sustentáveis", você sabia que no Brasil existe uma norma sobre cidades sustentáveis? É a NBR ISO 37120:2017, que basicamente traz um conjunto de indicadores para mensurar e gerir o desempenho de cidades em relação à sua sustentabilidade.


Para atingir a sustentabilidade, todas as ações, projetos, metas, investimentos, devem ter como base os pilares ambiental, social e econômico e de maneira integrada.


  • Então o que seria uma cidade sustentável?


São cidades que incorporam em seus serviços fundamentais, práticas voltadas a sustentar esses serviços, de maneira a não causar prejuízo para o Poder Público e gerar melhor qualidade de vida e ao proteção ao meio ambiente.


  • E por onde começar a buscar e aplicar essas práticas?


Um bom começo são os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que nada mais são do que ações globais para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima, e garantir para a atual e futuras gerações a paz e prosperidade.

Adoção de Política Públicas norteadoras em todos os segmentos das atividades fundamentais do município; buscar e adentrar programas que visem a sustentabilidade, como por exemplo o Programa Cidades Sustentáveis; Capacitar os técnicos e gestores municipais para trabalhar com os indicadores voltados a esse tema; Busca por estudos de caso de outras cidades que aplicaram ações e que deram resultados positivos; entre outras diversas maneiras de criar e executar práticas que causem impacto.


  • E no setor privado?


Desde o compromisso do Acordo de Paris, assinado em 2015, muito tem se falado sobre cidades sustentáveis, desenvolvimento sustentável, cidades resilientes, entre outros conceitos voltados às mudanças climáticas e que têm ligação direta com as ações e práticas voltadas à sustentabilidade. Naquela convenção, metas voltadas para um melhor aproveitamento dos recursos naturais foram traçadas de maneira global e cada país posteriormente ficou responsável em aplicá-las.

Dai que o conceito de ESG (Environmental, Social, Governance) tem se tornado cada vez mais impactante no mundo coorporativo.

No Brasil, a prática de ESG está sendo engajada através da Rede Brasil do Pacto Global, e muitas das multinacionais e grandes empresas brasileiras tem assinado o Pacto Global, reconsiderando e criando metas para uma produção mais sustentável, como por exemplo, redução das emissões de gás carbônico, uso de energias renováveis no processo produtivo, políticas de equidade de gênero, entre outras.

Agora leitor, qual é o papel que você está exercendo para que a sua cidade seja mais sustentável ou que a empresa na qual você trabalha adote medidas mais ambientalmente e socialmente corretas?



Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page